Antônio era o quarto entre os dez filhos do comerciante e Capitão-mor de Guaratinguetá, Antônio Galvão de França, natural de Faro, em Portugal, e de D. Isabel Leite de Barros, descendente de bandeirantes paulistas, que residia na Fazenda dos Correas, em Pindamonhangaba.

O menino cresceu no seio de uma família católica, na casa hoje reconstruída - que se situava na esquina das antigas ruas do Hospital e do Theatro, atualmente ruas Frei Galvão e Frei Lucas.